Bocas femininas – Parte I

postado em: Artigos | 0

Bocas femininas I

Os  lábios dizem muito mais do que falam. 

Desmond Morris, antropólogo inglês, relata em seu livro “A mulher nua”, Ed. Globo, que não se surpreende que a boca seja chamada de “o campo de batalha do rosto”.
Além das funções normais dos mamíferos, morder, mastigar, tossir, engolir, lamber, gritar etc. A boca feminina é utilizada para falar, sorrir, rir, beijar, assobiar e fumar. (Morris)

http://www.youtube.com/watch?v=jMBHzdF74SI

 

Nada mais natural que a boca feminina chame a atenção pela quantidade e qualidade das informações não verbais que pode enviar. A boca masculina também é provida de mensagens, contudo não existe a habilidade e sutileza que a feminina é capaz.

Como se trata de uma zona erógena altamente sensível, as mulheres são especialistas na arte de enviar dos mais diversos sinais de sedução por meio dos lábios.
A boca faz parte de uma série de expressões, tais como alegria, tristeza, nojo etc. Determinados sinais de ansiedade são observados por variações de respiração, especialmente quando a boca é utilizada para sugar o ar com mais intensidade ou soprar, como no gesto chamado de corneta, no qual a pessoa fecha a mão e a coloca junto aos lábios e depois sopra. Em outros casos a pessoa se torna ofegante.

Vamos descrever alguns destes sinais, todavia sempre observe a dinâmica e o contexto que o gesto está sendo utilizado.

1. Mãos na boca
Existem várias interpretações, todas são analisadas em conjunto com o corpo, mas em especial com a face. A velocidade com que a mão é levada à boca também é de capital importância.
– Dedos unidos e a palma da mão aberta levada diretamente a boca. (indicador na vertical) Caso a boca e os olhos estejam abertos é sinal de surpresa moderada, contida. Normalmente é acompanhada de uma inspiração lenta seguida do sopro quase que proporcional.
– Dedos unidos e a palma da mão aberta levada diretamente a boca. (indicador na horizontal). Muitas vezes este gesto é um claro indicativo de mentira, especialmente quando ela estiver falando. A mulher não deseja que os demais ouçam tudo que está dizendo ou tem medo daquilo que diz. As variações para a mão na boca como significado de mentira normalmente vem associado a outros sinais de ansiedade e estresse. Portanto seja cuidadoso e não tome decisões precipitada.

Os gestos descritos acima possuem dezenas de variações, assim como as interpretações.
O gesto de corneta descrito anteriormente, por exemplo, pode ser utilizado quando a pessoa tenta tossir de modo falso, neste caso tanto faz a mão estar fechada ou até mesmo ligeiramente aberta.
Quando você fala e a mulher executa o gesto da corneta é sinal que ela não concorda com aquilo que ouve. Quando mais tensas ficam as mãos e os lábios, maior o nível de discordância. Caso os lábios se afinem, acrescente raiva a discordância, simbolicamente as mãos dizem: gostaria de socar você.

2. Roer as unhas
Talvez seja um dos gestos mais fáceis de serem interpretados em termos de linguagem corporal. O termo técnico empregado é onicofagia. Indica ansiedade, estresse, frustração, medo, nervosismo etc. Na verdade muitas vezes roer unha e a demonstração externa do estresse e não a causa dele (que podem ser inúmeras).
Para os que gostam da interpretação freudiana se trata de fixação oral (a fixação oral está ligada a uma fase do desenvolvimento psicossexual dos indivíduos, situada na primeira infância. Wikipédia). Trata-se de um gesto regressivo e muitas vezes inconsciente, quando a pessoa está ansiosa, preocupada e tensa, necessita voltar para a segurança do seio materno. Mais tarde falarei de um gesto extremamente erótico que é mordicar a ponta da unha.

3. Lábios Franzidos
A mulher diminui o tamanho dos lábios de maneira que fiquem quase franzidos, os mesmos se estreitam, parecendo menores. O termo utilizado pelos ingleses é “stiff upper-Lip”. A interpretação para os “lábios tensos” é muito fácil: a mulher tenta controlar as expressões faciais e não demonstrar as emoções. Evidente que como qualquer tentativa de controle emocional gera tensões e preocupações que muitas vezes aparecem em outras partes do corpo.
Este gesto de controle muitas vezes aparece em mulheres refinadas (ou controladas) que não desejam entrar em conflitos com subordinados ou pessoas de nível hierárquico mais baixo.

 

Fim da primeira parte.

 

Deixe uma resposta